• Nenhum produto no carrinho.

Fecontesc inaugura Galeria de fotos com a presença dos ex-presidentes

Uma reunião diferenciada e significativa ocorreu na última sexta-feira (22/7) antes do evento de comemoração dos 45 anos da Fecontesc. Durante a tarde, na sede da entidade localizada no centro de Florianópolis, oito dos onze ex-presidentes estiveram juntos para inaugurar a Galeria de fotos que registra a gestão de cada um. Eles foram recebidos pelo atual presidente, Dalvair Anghében, pelo vice-presidente Laênio Mota Oliveira, pelos diretores Lecir Ghisi, Marcelo da Silva, Eli Oliveira Souza, Justine Arruda, Elaine Guarnieri, Jorge Ronaldo Pohl e o conselheiro fiscal Ademir Orsi. O contador Rodolfo Grosskopf (2011-2014) não pode estar presente por tratamento de saúde.

Foi feita a entrega do pin comemorativo dos 45 anos da Fecontesc, sendo que cada integrante da Diretoria e do Conselho fez a entrega para um ex-presidente. “Esse encontro foi pensado para reconhecer o trabalho de todos os que assumiram a responsabilidade de gerir a entidade junto com diretores, todos voluntários mas comprometidos com os resultados. Queríamos aproveitar a presença nesta celebração de 45 anos para fazer esta homenagem e uma troca rica sobre a trajetória da Federação”, disse o presidente Dalvair Anghében.

Na oportunidade, cada um dos ex-presidentes destacou um pouco das ações mais importantes realizadas nas respectivas gestões, além de lembrarem de fatos inusitados e engraçados nas atividades desenvolvidas. “Foram muitos desafios, mas sempre tivemos apoio das diretorias e de outras lideranças para estruturar a entidade e dar andamento aos pleitos”, disse o contador Alfredo de Miranda Coutinho, que foi o segundo presidente da Fecontesc, entre 1983 e 1989 e responsável pela compra da sede. “Visitando a sede 32 anos depois da aquisição e vendo como está moderna é muito emocionante”, afirmou.

Já o contador Vilso Isidoro (1992-1995  e 2003-2005) relatou que uma das inovações foi transformar as reuniões da Federação em encontros itinerantes, permitindo a regionalização e aproximando-se ainda mais dos profissionais de Contabilidade. “A primeira foi em Blumenau e lembro que foi um desafio, mas foi excelente. A partir dali virou uma briga para saber qual seria a próxima cidade”, contou.

O ex-presidente José Sidney Ribeiro Esmério (1996-1999) disse que participou da primeira Contesc e já via o trabalho profissional que já vinha ocorrendo. “Tive o privilégio de conviver com grandes lideranças e fiz uma gestão que deu continuidade ao trabalho, fortalecendo ainda mais a importância da entidade em todo o Estado”.

Na gestão entre 1999 e 2002, o contador Salésio Rocha Machado ressaltou a implantação de um programa de qualidade para os escritórios e profissionais de Contabilidade, que teve apoio do CRCSC e foi difundido em todo o Estado.

O contador Antonio Carlos de Sá Ribas (2005-2008) lembrou de muitas reuniões onde pode aprender muito para executar as atividades e criou as vice-presidências regionais, alterando o Estatuto com apoio de Vilson Kruger e assim delegar muitas ações. “No meu mandato tive ainda o privilégio de ter duas convenções sendo realizadas”, relembrou.

Entre 2008 e 2011, o contador Jandival Ross fortaleceu a Fecontesc no cenário político, participando de atividades dos órgãos públicos, abrindo as reuniões para participação dos representantes no Executivo e Legislativo. “A cada ida nas reuniões da Confederação Nacional das Profissões Liberais (CNPL), em Brasília, eu ia no Congresso Nacional, assim como visitava a Assembleia Legislativa junto com a diretoria para manter o nome da entidade sempre fortalecida”, destacou.

Na gestão do contador Tadeu Oneda (2014-2017), houve uma grande movimentação de representação política, fortalecimento das parcerias com as entidades co-irmãs, além da revitalização da sede para promoção de reuniões e pequenos eventos. “Destaco a significativa criação do Fórum Simplifica que reunia várias entidades entre CRCSC, Sescons, Secretarias estaduais, Jucesc, Bombeiros, Polícia Civil, entre outros, sendo que a Fecontesc assumiu a coordenação e conseguiu ampliar a visibilidade junto a todos os envolvidos”, comentou ele.

O contador Itelvino Schinaider (2018-2021) assumiu a Fecontesc no ano em que as contribuições sindicais passaram a não ser mais obrigatórias, tornando o trabalho mais desafiador. “Foi preciso pensar na sustentabilidade e gerar receita, por isso fomos atrás de novos convênios e parcerias. E depois assumimos o programa de Educação Continuada e ainda veio a pandemia, um momento totalmente inusitado e que com o passar dos meses fomos demonstrando nossa capacidade de resiliência, superação e flexibilidade para nos reinventar e inovar”, relatou.

 

 

 

© 2020 FECONTESC - Todos os Direitos Reservados