• Nenhum produto no carrinho.

Como planejar as contas e impostos de início de ano

Presidente do Sindicont Chapecó orienta sobre como planejar as contas de início de ano 

Um novo ano está iniciando e com ele vem algumas contas adicionais. Logo nos primeiros meses, os brasileiros se deparam com gastos inevitáveis para o período, mas com planejamento financeiro e organização, é possível pagar dentro do prazo e, muitas vezes, conseguir descontos.

O Sindicato dos Contabilistas de Chapecó (Sindicont) organizou uma lista com as principais informações sobre as despesas dos primeiros meses de 2023. Entre elas estão o Imposto sobre a Propriedade Predial e Territorial Urbana (IPTU), o Imposto sobre Veículo Automotor (IPVA), matrículas, materiais escolares, uniformes e viagens de férias. O presidente da entidade, Carmo Alex Röhrig, frisa que todos os custos são previsíveis, podendo ser possível se antecipar, fazendo a utilização de planilhas de controles financeiros para ajudar no planejamento.

IPTU

A cobrança sempre aparece nos primeiros meses do ano para proprietários de imóveis e terrenos e para quem paga aluguel. Em Chapecó, é comum a Prefeitura oferecer descontos para quem paga à vista. “É uma alternativa para gastar menos”, comenta Carmo Alex. Em caso de impossibilidade do pagamento em cota única, pode ser feito o parcelamento. Se você paga aluguel, vale conferir com a imobiliária as possibilidades disponíveis para quitar o imposto. O IPTU incide sobre as propriedades urbanas. Sobre as propriedades rurais incide o Imposto sobre a Propriedade Territorial Rural (ITR).

IPVA

Quem tem carro ou moto também precisa ficar atento ao IPVA, nos casos em que o vencimento é nos primeiros meses do ano. O valor do imposto é calculado a partir do valor venal do veículo, é diferente para cada modelo-ano, para cada Estado em que está registrado e pode ser parcelado. O valor é atualizado anualmente e está disponível nos sites dos Departamentos Estaduais de Trânsito. Além do IPVA, os proprietários de automóveis precisam ficar atentos aos pagamentos do licenciamento anual e do Seguro de Danos Pessoais Causados por Veículos Automotores Terrestres (DPVAT).

MATRÍCULAS E MATERIAIS ESCOLARES

Quem tem filhos sabe que o investimento em matrículas, materiais escolares e uniformes pode ser alto, mesmo comprando apenas o básico. “Além disso, se os filhos fazem algum curso, esporte ou outra atividade, esses também devem ser contabilizados, assim como faculdade ou pós-graduação dos pais”, reforça o presidente do Sindicont. Para economizar, a principal dica é pesquisar preços e planejar as compras, sem deixar para a última hora.

SEGUROS

Todo seguro contratado tem renovações anuais. Se você possui seguro de vida, automotivo, de casa, celular ou outro, fique de olho na apólice para ver se isso vale para você se planejar com essas taxas.

CONTAS DE NATAL, ANO NOVO E VIAGENS

Natal, réveillon e férias são momentos importantes para as famílias, sendo comum gastos a mais com presentes, celebrações e viagens. Parcelar é uma alternativa, desde que esteja no seu planejamento financeiro. O quanto antes conseguir quitar, melhor, para não comprometer seu orçamento no decorrer do ano.

IMPOSTO DE RENDA

Outro cuidado é com relação ao Imposto de Renda. A declaração é feita entre março e abril. “É importante já ir se programando e, além disso, ter o resguardo das despesas de educação e saúde, por exemplo, que podem ser dedutíveis. Esse controle pode ser feito durante o ano, assim, no momento da declaração, estará tudo organizado e não haverá nenhuma surpresa, principalmente para quem tem duas fontes de renda que, ao serem somadas, pode acabar gerando imposto extra para pagar e não terá a restituir”, explica o presidente do Sindicont.

AUTÔNOMOS E MEIS

Para quem é autônomo, vale ficar atento à renovação do alvará. O ajuste anual acontece para diferentes atividades. Os microempreendedores individuais (MEIs) também têm contas com o fisco. Devem entregar a Declaração de Arrecadação do Simples Nacional (DAS/MEI) junto à Receita Federal. A entrega é obrigatória para todos os MEIs e o envio on-line do documento fora do prazo acarretará em multa. 

OUTRAS RECOMENDAÇÕES

O início de ano pode ter despesas adicionais, mas o importante é se prevenir, pois boa parte dos custos são previsíveis e há como se planejar. “É importante as pessoas terem controle durante todo o ano, principalmente dos gastos pessoais. O uso de planilhas ajuda nessa tarefa, para colocar no papel as receitas e as despesas de cada mês. Essa é a melhor maneira para se programar com os gastos e as despesas do ano”, reforça Carmo Alex.

Para nos seguir em nosso instagram clique aqui

 

© 2020 FECONTESC - Todos os Direitos Reservados