• Nenhum produto no carrinho.

Entidades contábeis recebem informações sobre “Novo Sistema Tributário” de Florianópolis

Fecontesc esteve presente na reunião na sede do Sescon GF. Nenhum processo administrativo ou abertura de CNPJ poderá ser feito entre os dias 16 de setembro e 4 de outubro

A convite da diretoria do Sindicato das Empresas Contábeis da Grande Florianópolis (SESCON GF), a Fecontesc esteve na reunião com os representantes públicos das secretarias municipais da Fazenda, e da pasta de Turismo, Tecnologia e Desenvolvimento Econômico de Florianópolis para apresentação do “Novo Sistema Tributário”. O contador Luciano Kowalski, vice-presidente da Jucesc sendo vogal pela Fecontesc, representou a entidade no encontro.

O presidente do SESCON GF, José Carlos de Souza, coordenou a atividade, onde estiveram presentes na reunião o Secretário de Turismo, Tecnologia e Desenvolvimento Econômico, Juliano Richter Pires, o secretário Municipal da Fazenda, Leandro Domingues,a representante do CRCSC, Gislei Hemsing, e da AMPE Metropolitana, Antônio Carlos Poletini.

Conforme os representantes do Executivo municipal, entre os dias 16 de setembro e 4 de outubro, vai ser realizada a troca do software de serviços ao consumidor. Durante este período não será possível movimentar processos administrativos, nem registrar CNPJ na Prefeitura de Florianópolis.

A secretaria da fazenda explica que trata-se da substituição do sistema STM-ZIM para o Sistema Betha, em que todas as informações das empresas serão armazenadas digitalmente, na “nuvem”. “A qualificação vai trazer mais segurança e proteção às informações das empresas da capital, integrando um conjunto de 16 serviços que poderão ser consultados de forma instantânea, após a completa migração do sistema”, explicou o secretário Leandro Rodrigues, destacando que a geração de notas fiscais vai seguir funcionando online sem interrupções.

Para o presidente do SESCON GF, José Carlos de Souza, toda mudança pode gerar certo desconforto, mas apoia a qualificação do sistema porque a tecnologia evolui para se tornar aliada. “Observamos o arrojo desse grupo fiscal e confiamos que a migração dos dados vai proporcionar mais segurança, transparência e agilidade para abertura e manutenção das empresas de Florianópolis”, acredita.

Vantagens do Novo Sistema Tributário
– Melhoria segurança informação e proteção dos dados
– Potencial de integração com bases externa que automatização diversos procedimentos
– Melhoria na qualidade dos dados cadastrais
– Eliminação de processos administrativos gerados pelas limitações do STM-ZIM
– Avanço nas melhorias tecnológicas (DTE, PIX, ITBI on line, entre outros)
– Disponibilização de dados as órgãos externos de controle (Exemplo e-Sfinge tributário)
– Melhoria na gestão da informações estratégicas (painel de situação e desenvolvimento de relatórios)
– Melhor gestão na carteira de cobrança
– Integração em tempo real com a contabilidade do Município

© 2020 FECONTESC - Todos os Direitos Reservados